O que uma pessoa vê antes de morrer

O que uma pessoa vê antes de morrer

657
COMPARTILHAR

O que uma pessoa vê antes de morrer. A experiência de que a vida passa diante dos olhos, em segundos,  no momento em que uma pessoa esta prestes a morrer tem aparecido em inúmeras obras de literatura e cinema.

Um novo estudo sugere que realmente sua vida passa diante de seus olhos quando estamos diante da morte. Desta forma, ficou comprovado que diante da morte as partes do cérebro que armazenam as lembranças de vida são as últimas afetadas neste processo, enquanto diversas outras regiões do cérebro falham primeiramente.

A pesquisa baseou-se em pessoas que tiveram uma experiência de quase-morte e apresentaram o fenômeno que envolve flashbacks da vida, como nos filmes de Hollywood. De forma rara esses flashbacks possuíam uma ordem cronológica.

Um estudo conduzido por pesquisadores da Universidade de Hadassah em Jerusalém analisaram sete relatos desse tipo de experiências, obtidos a partir de entrevistas minuciosas.

Os participantes disseram que raramente as memórias apareciam em ordem cronológica e que pareciam vir de forma aleatória e, por vezes, várias ao mesmo tempo. A pesquisa descobriu que muitos dos flashbacks envolvem momentos emocionais extremos.

Este trabalho traz uma luz sobre “um fenômeno mental muito intrigante que tem fascinado os seres humanos desde tempos remotos”, dizem os especialistas.

Os envolvidos no estudo disseram que perderam a noção do tempo com tantas memórias que surgiram demonstrando vários períodos de suas vidas,contudo, períodos a esmo, sem uma cronologia adequada.

Um deles escreveu: “Não existe uma progressão linear, é como se não houvesse limite de tempo … É a mesma coisa de estar ali por séculos.”

“Algumas lembranças na minha experiência de quase-morte foram acontecendo ao mesmo tempo que outras, embora minha mente as separavam cada uma em diferentes eventos” comentou outro participante.

Outro disse: “Eu estava vendo, sentindo essas coisas sobre ele (meu pai), e ele estava compartilhando comigo as coisas de sua infância e que as coisas eram difíceis para ele.”

As pessoas que participaram dessa experiência afirmaram que adquiriram uma nova perspectiva sobre os acontecimentos vividos e as pessoas importantes em suas vidas.

Os investigadores disseram que o fenômeno pode ser causado por partes do cérebro que armazenam memórias autobiográficas como o córtex pré-frontal e lobo temporal. Essas partes do cérebro não são suscetíveis a perda de oxigênio e sangue durante as lesões graves, o que significa que elas são as últimas funções cerebrais a serem “desligadas”.

O estudo, publicado na revista “Consciousness and Cognition”, concluiu: “Re-experimentar os próprios eventos de vida é um fenômeno com características bem distintas e seus subcomponentes podem também ser evidentes em pessoas saudáveis.

“Isto sugere que existe uma representação dos acontecimentos da vida como um processo contínuo no sistema cognitivo e também podem ser apresentados em stress psicológico e fisiológico extremos”, os autores esclarecer.

A conclusão do estudo afirma que diante da morte realmente é possível reviver diversas lembranças e memórias em frações de segundo, contudo, provavelmente elas ocorrerão sem uma linha cronológica bem estabelecida e esse acontecimento pode ser vivido por pessoas saudáveis que encontram-se em grande stress psicológico ou fisiológico.

Gostou do artigo “O que uma pessoa vê antes de morrer”? Comentem e compartilhem.

Fonte(s): Tecnoxplora

COMPARTILHAR
Formado em direito, Policial Militar, Amante de Tecnologia, Carros, Internet, Seriados, Filmes, etc. Idealizador deste site. Passa mais tempo no computador do que deveria.

 Comentários