Trabalhar mais de 39 horas semanais não é saudável

Trabalhar mais de 39 horas semanais não é saudável

961
COMPARTILHAR

Trabalhar mais de 39 horas semanais não é saudável. Uma pesquisa da Universidade Nacional Australiana, concluiu que trabalhar mais de 39 horas por semana coloca a saúde em risco.

Esse deveria ser o limite de horas semanais no emprego para uma vida saudável. Em vez do limite de 48 horas estabelecido internacionalmente cerca de 80 anos atrás.

A pesquisa usou dados de cerca de 8.000 adultos australianos como parte do levantamento HILDA (Household, Income and Labour Dynamics in Australia) realizado no país.

O Mulher em Desvantagem

De acordo com o Dr. Huong Dinh, pesquisador-chefe do Centro de Pesquisa de Saúde Populacional da Universidade, as longas horas são um problema maior para as mulheres, que fazem mais trabalhos não remunerado em casa.

“Longas horas de trabalho corroem a saúde mental e física de uma pessoa, porque deixa menos tempo para comer bem e cuidar de si própria adequadamente”, explica.

Para as mulheres, quando seus outros compromissos são levados em conta, o limite de trabalho saudável é de 34 horas por semana.

Já para os homens, o limite de trabalho saudável é de até 47 horas por semana, em geral, porque eles gastam muito menos tempo com cuidados e/ou trabalho doméstico do que as mulheres.

Apesar do fato de que as mulheres são, em média, tão habilidosas quanto os homens, elas têm, em média, empregos menos remunerados e menos autonomia, e gastam muito mais tempo nos cuidados e no trabalho doméstico”, disse Dinh.

“Dadas as demandas extras colocadas sobre as mulheres, é impossível para elas trabalhar as longas horas esperadas por seus empregadores sem comprometer a sua saúde”.

Fonte(s): Medicalxpress

Gostou do artigo “Trabalhar mais de 39 horas semanais não é saudável”? Comentem e compartilhem.

 Comentários