Truques Psicológicos para se dar Bem na Vida

Truques Psicológicos para se dar Bem na Vida

832
COMPARTILHAR

Truques Psicológicos para se dar Bem na Vida. Nosso mundo é feito de muitas pessoas fazendo diversas coisas o tempo todo. Uma das coisas mais legais a respeito da psicologia é que ela pode ajudar você a entender melhor o seu modo de agir e o de outras pessoas.

Essas são só algumas maneiras que você pode usar a psicologia para se dar bem na vida. Algumas pessoas podem chamar essas dicas de ‘truques’, ‘atalhos’, ou ‘técnicas de manipulação.’ Todos são corretos, úteis e baseados em princípios psicológicos confiáveis (e vão fazer você se sentir um mestre Jedi).

1. Preste atenção aos pés da pessoa enquanto conversa

pesjanelacarro-sabenada.com.br

Se você tiver acabado de se juntar a uma conversa em pé com uma ou mais pessoas, ou se você estiver em uma conversação um-a-um, é uma boa ideia ficar atento para onde os pés da pessoa está apontando. É óbvio que você não vai ficar encarando os pés da outra pessoa um tempão (isso seria estranho e faria a pessoa se sentir bastante desconfortável). Mas dar aquela espiadinha ocasional vai funcionar bem. O importante é ser sutil.

As pessoas (geralmente de modo inconsciente) não apontam com os pés para alguém a quem não estão interessadas. Mas se elas estiverem apontando os seus pés na sua direção, isso quer dizer que elas estão interessadas em você, socialmente ou romanticamente, ou no que você está dizendo/fazendo. O fato é que a conversa ou interação está em um bom caminho.

2. Masque chiclete quando você estiver em uma situação estressante

mulherchicletes-sabenada.com.br

Você deve ter ouvido falar do velho truque de comer uma maçã quando estiver ao telefone com uma pessoa que você gosta, mascar chicletes funciona da mesma maneira mas de um modo mais sutil. Quando você faz isso você engana o seu cérebro a pensar que você está se sentindo tranquilo e confortável. Em vez de ficar afobado e em pânico (o que consome muito da energia cerebral) seu cérebro raciocina que, por estar mascando um chiclete, você não deve estar nervoso ou preocupado – afinal de contas, se você estivesse você não estaria mascando chiclete.

3.Leve seu encontro para dar uma volta de montanha-russa

montanharussa-sabenada.com.br

Adrenalina é associada com fortes sentimentos positivos. É emocionante e causa um surto de energia. As pessoas se sentem mais atraídas umas as outras quando elas experimentam um surto de adrenalina juntas. Os sentimentos que vem com a adrenalina serão parcialmente transformadas em sentimentos positivos em relação a você.

‘Surtos de adrenalina’ acontecem em momentos de medo ou aflição. Levar o seu encontro para dar uma volta de montanha-russa, por exemplo, dará a ela todo o tipo de sentimentos bons, alguns dos quais serão associados a você.

4. As pessoas lembram a primeira e a última coisa que você faz – cause uma boa primeira impressão e saia por cima

meninapesandoestatua-sabenada.com.br

Aos longo dos anos muitas pesquisas sobre o funcionamento da nossa memória tem sido feitos. A ‘Curva de Posição Serial’ é um dos mais pesquisados conceitos em toda a psicologia. Basicamente, em uma lista nós tendemos a nos lembrar das coisas no começo e no fim dela. Esse é um efeito confiável e muito forte. Geralmente, em uma sequência de eventos, coisas que acontecem no começo e no fim vão ficar melhor gravados na nossa memória do que coisas que acontecem no meio.

Há muitas maneiras de usar esse conhecimento em sua vantagem. Se você está sendo entrevistado para um emprego, tendo uma reunião de negócios, ou batendo um papo com alguém que você gostaria de impressionar, comece causando uma boa impressão e no final saia por cima – quando o papo estiver na melhor parte (isso talvez envolva terminar a conversa antes do que você tinha planejado). As pessoas vão lembrar das partes boas e esquecer o que aconteceu no meio, mesmo que tenha sido bem mais ou menos.

5. Quando alguém ficar irritado com você, fique calmo. A pessoa ficará ainda mais irritada e mais tarde vai se sentir envergonhada

homensternonegocio-sabenada.com.br

Se você já esteve em uma situação em que você ficou muito chateado com alguém, você vai entender como é frustrante quando a outra pessoa permanece calma. Por ficar calma a pessoa mostra que a situação não a está irritando (e que ela é melhor que você em controlar as emoções). Quando você está irritado, você não quer que o outro fique lá de boa.

Mesmo que seja muito difícil, quando alguém está gritando e provocando você, o melhor a fazer é ficar sossegado e tranquilo. A contradição entre o seu estado emocional e o da outra pessoa vai fazer com que ela se sinta irritada, e mais tarde, envergonhada.

6. Concorde com a cabeça (sutilmente) quando alguém estiver falando com você

homemsorrindo-sabenada.com.br

Isso indica para a pessoa que você está realmente  interessado no que ela está dizendo, e vai fazer com que ela goste ainda mais de você. Pessoas são atraídas a outras pessoas que mostram interesse nelas. Mas tome cuidado, ser sutil é uma coisa, ser irritante é outra. Aprenda a ser sutil de verdade (é um dos maiores segredos a ser aprendido aqui).

7. Lembre das coisas por agrupá-las em ideias mais simples

garrafas-sabenada.com.br

Nós somente conseguimos armazenar sete (às vezes cinco ou nove) pedaços de informação nas nossas memórias de curto prazo. Isso quer dizer que em qualquer momento nós podemos manter na nossa mente entre cinco à nove números ou letras de cada vez. A sequência R-C-K-N-T-C-H é mais fácil de lembrar do que B-D-A-J-F-T-H-S-R-E-N-O-M.

Você pode melhorar a memória por agrupar as ideias. Por exemplo, lembrar uma sequência de 16 letras pode ser difícil, mas e se essas letras formarem as palavras U-M E-L-E-F-A-N-T-E E-N-O-R-M-E? Mesmo que tenha 16 letras, você só precisa lembrar de três palavras. O ponto é que, por agrupar ideias, você resume vários itens em uma só coisa para lembrar. Fazendo assim você aumentará de modo eficiente a capacidade da sua memória. Poucas coisas são tão importantes para se dar bem na vida quanto uma boa memória.

8. Depois de fazer uma pergunta, fique em silêncio

cubointerrogacao-sabenada.com.br

Nós vivemos em um mundo social. Muitas das coisas que fazemos na vida sofrerá uma forte influência da nossa capacidade de interpretar, navegar e se adaptar a certar situações e circunstâncias. junto com as pressões do corpo (fisiológicas/biológicas), as pressões sociais são um dos fatores mais importantes em determinar o comportamento de uma pessoa.

Se você estiver conversando com alguém e ela não responder (ou reagir) muito ao que você estiver falando, fique em silêncio e mantenha contato visual. A pessoa se sentirá pressionada a agir, ou a continuar falando. As pessoas se sentem sutilmente pressionadas em situações constrangedoras e vão evitar esse sentimento por continuar falando.

9. Tente ficar bem animado antes de ver alguém que você quer que goste de você. Ela vai agir da mesma maneira na próxima vez que você vê-la

casalconversando-sabenada.com.br

A maioria das pessoas sabe intuitivamente que as emoções são contagiosas. É difícil se sentir chateado quando você está rodeado por pessoas felizes. Isso não quer dizer que você deveria ir a um circo para se curar de depressão crônica, mas será melhor do que ficar sozinho.

As pessoas reagem a pistas sociais. Quando você é feliz e entusiástico, isso tende a contagiar outros. Isso não é vudu ou algo paranormal. As pessoas percebem o seu comportamento, e conscientemente ou não, ajustam o comportamento delas de acordo com o seu. Por ficar feliz e animado, você estará condicionando outros a associar essas emoções a você.

10. Aqueça as mãos antes de cumprimentar outros

Two Businesswomen Shaking Hands In Modern Office

Quer você esteja em um encontro de negócios, reunião social ou em jantar romântico as primeiras impressões importam muito. Um CEO de uma das companhias mais ricas dos Estados Unidos afirmou que quando ele está decidindo entre dois potenciais funcionários, ele escolhe o que tem o melhor aperto de mão. Essa história tem sido exagerada através dos anos, mas há algo de verdade aí. Estudos mostram que apertos de mãos são mais importantes que ter uma personalidade agradável, consciente ou estabilidade emocional.

Não é o caso de que mãos quentes são mais desejáveis, mas mãos frias e molhadas causam a reação oposta. Mãos secas e quentes inspiram confiança; aquelas que são úmidas e/ou frias indicam nervosismo e fraqueza. Tenho um aperto de mão firme, isso ajuda muito.

Fonte(s): PsychologyToday

Gostou do artigo “Truques Psicológicos para se dar Bem na Vida”? Comentem.

COMPARTILHAR
Formado em direito, Policial Militar, Amante de Tecnologia, Carros, Internet, Seriados, Filmes, etc. Idealizador deste site. Passa mais tempo no computador do que deveria.

 Comentários